PASTORAIS
BATISMO
DÍZIMO
MÚSICOS
COROINHAS
LITURGIA
COMUNICAÇÃO
CATEQUESE
EUCARISTIA
CATEQUESE
EUCARISTIA
Quer ser um dizimista?
Preencha esse formulário que entraremos em contato com você!
BATISMO

Desde as suas origens, a Igreja cumpre o mandato de Jesus, que ordenou: “Ide e fazei que todas as nações se tornem discípulos, batizando-as no nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo” (Mt 28,19). O santo Batismo é o fundamento de toda a vida cristã, a porta da vida no Espírito e a porta que abre o acesso aos demais sacramentos. Pelo Batismo somos libertados do pecado, e regenerados como filhos de Deus.

A função da pastoral é preparar as pessoas que a procuram para pedir o Batismo para os filhos e conscientizar os padrinhos da sua importante missão; organizar toda estrutura da preparação, desde a acolhida até na celebração do Batismo.

CATEQUESE

“A Catequese é uma educação da fé das crianças, dos jovens e dos adultos, a qual compreende especialmente um ensino da doutrina cristã, dado em geral de maneira orgânica e sistemática, com o fim de os iniciar na plenitude da vida cristã” (CIC 5).

Objetivos da Pastoral da Catequese

  • desenvolver o conceito de uma Nova Evangelização;
  • despertar as comunidades cristãs, a fim de que sejam comunidades catequizadoras;
  • envolver os diversos grupos pastorais da Paróquia na ação catequética;
  • promover uma catequese de inclusão, com especial atenção aos pobres, jovens, marginalizados e portadores de necessidades especiais;
  • capacitar os catequistas e agentes de pastorais para enfrentar os novos desafios culturais e religiosos;
  • aumentar o número de pessoas, catequistas e catequizandos de todas as idades, melhorando a qualidade de participação dos que já acompanham as atividades da Paróquia;
  • familiarizar adolescentes e crianças com a riqueza da fé Cristã, promovendo vivências e celebrações.
MÚSICA

A Pastoral da Música é o grupo responsável por animar a vida litúrgica da paróquia.

“A música é uma linguagem privilegiada que exprime e manifesta a alma e a cultura de um povo; para a liturgia ser autêntica e a participação ser profunda, deve-se usar a linguagem musical que melhor expresse a fé e a oração do povo orante.” (Doc 7. CNBB. nº 2.1)

Em nossas comunidades temos várias pessoas que colaboram e participam da pastoral da música, animando as celebrações. Estamos sempre abertos e dispostos a acolher todos aqueles que desejarem se dedicar à evangelização através da música, seja na parte instrumental, ou mesmo na parte vocal.

COROINHAS

Este apostolado representa um trabalho vocacional importante: hoje, o coroinha que serve ao altar, futuramente pode assumir outros ministérios leigos ou até mesmo descobrir um chamado à vida religiosa ou sacerdotal.

Essa promoção vocacional, tão eficaz assertiva, não se trata de sugestionar ou forçar as crianças a esta ou àquela vocação, mas de favorecer um ambiente saudável de descoberta e encantamento do que Deus tem para cada uma como projeto de realização e missão.

LITURGIA

É a ação celebrativa da Igreja que reúne a comunidade, santifica as pessoas e dá graças a Deus Pai através de sinais, palavras, cantos, orações e símbolos. É a atualização da salvação, desejada pelo Pai, realizada por Jesus Cristo e continuada pela Igreja sob a ação do Espírito Santo.

Tem como objetivo promover a dimensão litúrgico-celebrativa, fonte e cume da ação evangelizadora e pastoral da Diocese, tendo em vista a participação consciente e ativa dos Fiéis, por meio de expressões simbólicas, adaptadas a cultura e à compreensão do povo.

COMUNICAÇÃO

A Pastoral da Comunicação ou Pascom, como é mais conhecida, é uma das pastorais de maior destaque, porque é a responsável por ajudar para que as demais trabalhem em conjunto na missão de suprir a necessidade da Igreja em se comunicar.

MINISTÉRIO DA SAGRADA EUCARISTIA

O ministro extraordinário da comunhão exerce um serviço próprio do leigo. É um ministério que ajuda a distribuir a sagrada comunhão para atender as necessidades da comunidade.

O ministro extraordinário  da comunhão  partilha com os demais irmãos  o Corpo e o Sangue de Cristo ressuscitado, que os assegura a vida nova e eterna, portanto, partilha a esperança para esta vida e outra.

Doentes que crêem também tem sua esperança renovada pela Eucaristia senão de cura, de poderem viver melhor, com mais serenidade.